7 de maio de 2009

Agripalma

agripalma

AGRIPALMA

(Leonurus cardíaca L.). Família das La-biadas. Erva originária da Europa, aclimatada no Brasil.
Flores róseas, purpurinas ou esbranquiçadas. É tônica, esto-máquica, com propriedades vulneráveis, diarréicas e nermófugas.
Outrora usavam-na contra a tuberculose, hidrofobia e palpitações do coração.

Outros tipos de Agrião

agriao

Sua expansão vegetativa é tão grande que em alguns lugares (Nova Zelândia) consideram-na um verdadeiro flagelo.
Parece emitir radiações luminosas; alguns autores atribuem–nas, porém, a uma origem elétrica.” (Pio Correia.)
Segundo Pecholt, o nosso agrião iguala em sabor o agrião das hortas, natural de Chipre. E atribuem-lhe propriedades antí-dotas dos efeitos tóxicos da nicotina.
Citemos ainda o agrião bravo (Cardamine amara L.), arbusto da mesma família; o agrião-da-fonte, nome que na Amazônia é fornecido ao Nasturtium officinale; o agrião-da-terra (Barbarea praecox, R. Br.); o agrião-do-brejo (Nasturtium bo-nariense, DC, e Nasturtium silvestre, R. Br.), o agrião-do-Mé-xico (Torpeolum magus, L.), trepadeira da família das Tropeo-leáceas; o agrião-do-pântano (Nasturtium palustre, DC), espécie das regiões frias do globo; o agrião-do-Pará (Spiianthes acmella, Murr, Spiianthes olerácea, L.), planta da família das Compostas, originária do Pará, medicinal, diurética, antiescorbútica, odontológica, afrodisíaca, empregada na terapêutica da anemia e da dispepsia, e que apresenta hastes tenras e difusas, folhas pecioladas, cordiformes, dentadas, flores amarelas e capítulos terminais pedunculados, caniços, com o invólucro em duas séries.
Observação: em Botânica, o substantivo invólucro designa o conjunto de brácteas que cercam certas inflorescências Brác-tea, por sua vez é a folha modificada, em cuja axila surge uma flor ou todo um sistema de ramificação que termina por flores.

3 de maio de 2009

Flores de Abrunheiro

abrunheiro

As flores são febrífugas e o chá feito com elas é muito agradável, além de adstringente. Passa muito bem pelo Chá da Índia e é a melhor forma para substituí-lo. É muito cultivado no Brasil, mas sua origem é da Europa, onde é considerada árvore histórica. Fornece madeira de alburno vcrmelho-claro e cerne vermelho-pardacento ou par-do-escuro, com veios paravermelhados, própria para bengalas, lenha e curtume, marchetaria, cercas, tapumes, e seu peso específico é 0,780 a 0,909. Seus ramos são flexíveis e espines-centes e em Portugal é conhecida como Ameixeira Brava. Também na Alemanha é cultivada, onde lhe dão os nomes de Schlehe e Schwardorn. Os franceses chama seus frutos de “prunelle” e os portugueses que também a cultivam com intensidade conhecem os frutos como “abrunho”.