17 de agosto de 2009

Carateristicas

Carateristicas

Densamente vilosa, depois glabra, brancacenta e depois amarelada, muito polimorfa, mas geralmente oblonga até 50cm de comprimento; sementes brancas, comprimidas, marginadas, até 2cm de diâmetro.

8 de maio de 2009

Aiatumã

alatuma

AlATUMÃ

Nome nheengatu de um arbusto de igapó.
De sua casca, bastante amarga, os indígenas fazem uma infusão para uso interno e externo no tratamento das hemorróidas.

7 de maio de 2009

A infusão de folhas de agrimônia

agrimonia

A infusão de folhas de agrimônia é de uso caseiro nos casos de enxaquecas, indiges-tão e diarréias. Certos autores recomendam-na como tônico eficaz contra tumores, torceduras, esmagamento de tecidos, contusões. Para tais aplicações cozinham-se as folhas de agrimônia em fogo brando até que se obtenha uma pasta homogênea e bem consistente, usando-se partes iguais de vinagre, farelo de trigo e folhas de agrimônia picadas. A mistura deve ser aplicada tão quente quanto possível sobre as partes doentes. Renova-se, a aplicação pela manhã e à noite, até a cura completa. O Dr. Verley-Leclerc, em sua obra “L’ami des jardins”, dá a receita de um vinho de agrimônia que surte bons resultados no tratamento das úlceras varicosas: deixam-se aquecer em fogo brando lOOg de folhas de espinheiro (silva) em um litro de água durante seis horas. Vai-se adicionando água regularmente, para evitar a infusão. Toma-se a mtade restante da água e, depois de filtrá-la, mistura-se xarope de amoras silvestres (lOOg), acrescenta-se um vidro comum de infusão de agrimônia. Com este preparado fazem-se aplicações sobre as feridas três vezes ao dia. Um frasco quente de cada vez. A ação do xarope de amoras silvestres, das folhas e dos frutos, junto à da agrimônia, aumenta os efeitos curativos do preparado.

Agrimônia

agrimonia

AGRIMÔNIA

(Agrimônia eupatoria, L.). A agrimônia é uma planta selvagem, muito comum às margens das estradas.

Pertence à famüia das Rosáceas. Dá uma espiga de flores amarelas e tem folhas dentadas, quase todas situadas em sua base, ligeiramente felpudas. Os frutos nascem aderentes ao caule e são cobertos de pelos eriçados que se grudam à roupa quando se roça neles, como acontece com o picão. É planta adstringente, útil no tratamento de feridas. Dá bons resultados também nas faringites crônicas de pessoas que, geralmente por profissão, falam muito, ou então para os cantores. Ê empregada eficazmente nas diarréias. O Dr. Leclerc, no seu tratado de fito-terapia, recomenda-a no tratamento das afecções da garganta, em gargarejos (5 vezes ao dia) de sua decocção, que se prepara com lOOg de folhas secas para um litro de água, deixando ferver até reduzi-la a um terço e adicionando, a seguir, 50g de mel rosado. Os gargarejos com a decocção das folhas de agri-mônia têm surtido efeitos positivos em numerosos casos de pessoas afetadas de dores de garganta em conseqüência do trabalho (pregadores, cantores, locutores, etc.)

4 de maio de 2009

Acariçoba Miúda

acaricoba-miuda

ACARIÇOBA -MIÚDA

(Hydrocotile Leucocephala Cam. e Schl). Família das Umbelíferas. Erva de caule rasteiro.
Cresce cm lugares úmidos, desde a Bahia, até o Rio Grande do Sul. A variedade Obtusiloba, (H.emarginata Vell, H. mul-ticaulis Pohk) — também pode ser encontrada no Ceará. Contém óleo essencial e a raiz é diurética e desobstruente do fígado.
Esta planta foi mencionada como medicinal na obra de Caminhoá.

2 de maio de 2009

Aboborinha

aboborinha

ABOBORiNHA

(Irisnosperma diversofolia, Cogn.). Pertence à família das Cucurbitáceas. As flores são pequenas, amareladas ou esbranquiçadas. O fruto tem formato ovóide, é pequeno e vermelho. Esclarece Peckolt que o fruto ainda verde possui sabor acre, amargo e enjoativo, “sendo reputado antidiabético e muito usado pelo povo,” encerrando “tainiína” e “trianospermina”, óleo gorduroso verde-escuro e resina mole, de aroma desagradável. Também existe a erva da mesma família, a Wilbrandia verticillata, Cogn., com fruto ovóide e liso e folhas curto-pecioladas.