30 de junho de 2009

A bananeira

A bananeira

A bananeira produz grande quantidade de frutos saborosos e feculentos e que, apesar da falta de proteína, são entretanto ricos em outras matérias nutritivas de grande valor, conforme as suas variedades, tanto como comestíveis crus, fritos, secos, assados ou passados, em geléias, compotas, pasta (a famosa bananada) ou mesmo reduzido a farinha, (bananose), mingaus e bolos; são sempre saudável e por isso mesmo usados sempre na alimentação infantil, para adultos enfermos ou não.

29 de junho de 2009

Fibra bananeira

Fibra bananeira

Seus frutos são comestíveis no estado natural, ou seja, sem necessidade de cosimento, com exceção de banana rajada que é conhecida como banana-de são tomé, originária da ilha africana desse nome, com folhas e frutos mais compridos e com estrias brancas e brácteas vermelho claras interiormente, cultivada em várias nações do globo, inclusive no Brasil.

28 de junho de 2009

Folha bananeira

Folha bananeira

Existem as subespécies como bico verde, figo, ouro, maçã, pernambuco, prata, rosa santa Elisa, etc. Têm frutos pequenos, cilíndricos ou angulosos, de casca coriácea amarelo brancacenta ou amarelo intenso ou ainda violácea.

27 de junho de 2009

A bananeira

A bananeira

Esta é a espécie tipo, abrangendo as diversas variedades em que a maturação não basta para transformar o amido em açúcar, isto é, daquelas cujos frutos, mesmo quando completamente maduros, são comestíveis somente depois de cosidos e conhecidos pelos nomes de caiena, maranhão, mata fome, meiapataca, e banana da terra.