15 de junho de 2009

Receita xarope

receita-xarope

Este xarope é ministrado à razão de 50g cada 24 horas, e sua composição é a seguinte: raiz de ache, lOOg; raiz de es-pargos, lOOg; raiz de funcho, lOOg; raiz de salsa, 100g; raiz de azevinho, lOOg; água destilada fervente, 3.000g; açúcar branco, 2.000g. Despejar a metade da água fervente sobre as raízes cortadas, de que se deve retirar o pó. Deixar em infusão durante 12 horas, mexendo de tempos a tempos. Passar num pano sem espremer demais, filtrar o licor em papel, em lugar fresco. Fazer uma segunda infusão das raízes no restante da água, passar num pano e espremer. Com o produto desta segunda operação, fazer um xarope, por meio de cocção e clarificação, adicionando-se o açúcar aos poucos. Quando o xarope registrar 1,26 no densíme-tro, deixar evaporar uma quantidade igual ao peso da primeira infusão, a 1,26, misturando-se esta última, em seguida passar em um pano.

11 de maio de 2009

O xarope

xarope

O xarope de alcaçuz é obtido da seguinte maneira: deitar 500g de raiz de alcaçuz reduzida a pó grosso, durante 24 horas, em dois litros de água, à temperatura de 20 a 25°. Misturar-se o líquido assim obtido, depois de filtrado, com açúcar em quantidade de igual peso. Este xarope é recomendado contra a tosse, o deflu-xo, a bronquite e em geral para todas as afecções do peito. O mesmo se recomenda da pasta de alcaçuz comumente denominada jujuba, que se prepara do seguinte modo: dissolver 500g de alcaçuz em 500g de água, adicionando-se ao licor 250g de goma-arábica, 150g de açúcar c um decigrama dc ópio (extrato). Deixa-se reduzir a mistura até à consistência de massa ou pasta, que se estende sobre uma mesa de mármore untada; depois de esfriar, corta-se com uma tesoura em pequenos pedaços, obtendo-se assim as balas de alcaçuz. Cuidado com as falsificações. Vende-se por aí bala dc alcaçuz que não contém um grama do produto indicado. A água de alcaçuz é bebida pouco dispendiosa, salutar e refrescante. Às vezes podem-se tomar nos casos de bronquite 2 a 3g de alcaçuz dissolvidos em leite fervente, o que deve ser feito à noite, ao deitar. A raiz do alcaçuz é empregada ainda como tisana laxante, que se prepara da seguinte maneira: passa de ameixa, 250g, figo, 250g, um pedaço (pau) de alcaçuz; uma pequena quantidade de grama já fervida. Despejar água fervente e deixar na infusão doze horas. Coar num pano. Bebe-se frio. Emprcga-se nos casos de nefrite. Dizem ainda que alguns autores aconselham a infusão das raízes de alcaçuz (50g por litro de água) para clistéis ou lavaduras, ou em compressas, como calmante da conjuntivite aguda. Nestes casos usa-se a infusão morna.

Filed under: Alcaçuz,Plantas medicinais — admin @ 15:10 Tags:, , ,