14 de abril de 2013

Benefícios do abacaxi

Abacaxi ou ananás.

Delicioso e com perfume acridoce quando maduro, o ananás ou abacaxi é indispensável no cardápio por suas qualidades e sabor.

Planta tropical bienal, pertence à família das brome-liáceas, denominada em botânica de Ananás Sativum, é originária da América, embora se tenha aclimatado na Ásia e África.
No Brasil o ananás é cultivado em quase todos os Estados, sendo o de Pernambuco um dos mais famosos na produção dessa fruta, por sua excelente qualidade.
Foi Cristóvão Colombo quem deu início à saída do abacaxi para outras partes do mundo, quando o encontrou durante sua segunda viagem à América, em 1493. Os índios do Brasil e do Paraguai chamavam-no de Nana (fruta excelente), o que acabou por levar ao nome de ananás.
Apesar de Colombo torná-lo conhecido na Europa, foram os viajantes portugueses que o levaram à índia por volta de 1550, daí se disseminando pelo sudeste asiático e por algumas ilhas do Pacífico sul.

O chamado fruto do abacaxi, de cor amarelo-bronzeada, é coroado de folhas menores. E múltiplo e provém de uma inflorescência de eixo suculento. Fruta versátil, de sabor agradável, delicioso mesmo, é uma excelente fonte de vitaminas A, C, e, em menor grau, de vitaminas do complexo B. Além disso, auxilia na digestão de outros alimentos e alivia a dispepsia por ácidos.

Contém iodo, indispensável à glândula tireóide. Por seu escasso poder energético, é recomendado às pessoas que precisam emagrecer. E diu rético e desintoxicante. É ainda regenerador do fígado e ótimo para aju dar a resolver outros problemas de saúde. Do talo do abacaxi se extrai uma enzima que a tornando solúvel, degrada as pro teínas e pode ser empregada como ama-ciante de carne, cla-rificador de cerveja e como droga an-tiinflamatória. Ma-ceradas e secas, as cascas tornam-se alimento nutritivo para o gado.
Suas folhas dão uma fibra que, nas Filipinas, é tecida para fazer um pano delicado e semi transparente. Misturadas à pa lha e ao bambu, as fibras são usadas a fim de fazer papel para pintura chinesa.

A multiplicação do abacaxi se faz por brotos laterais chamados de re-bentões que crescem a partir do talo principal. Dependendo da variedade, demora de doze a vinte e quatro meses para a planta produzir a espiga de flores no centro da espiral ou das folhas em forma de calha. E de quatro a cinco meses para que o fruto se desenvolva. Esse aparenta ser um só, mas na realidade compõe-se de cem a duzentos olhos, cada um formado por uma flor isolada e suas partes adjacentes.

Uma fatia de abacaxi é o melhor ape-ritivo, principalmente quando o estômago está cansado e desarranjado. É, porém, um erro comê-lo pulverizado com açúcar visto que, com isso, se alteram suas qualidades naturais. Quanto ao suco, recomenda-se prepará-lo sempre na hora de tomá-lo, visto que o contato com a luz e o ar destrói parte de suas vitaminas, se guardado para usar mais tarde. Sendo essa fruta tão rica em sabor e qualidade, não importa se é abacaxi ou ananás… tanto faz!