15 de janeiro de 2011

Frutos do marmeleiro

Os frutos do marmeleiro, cortados em pedaços e cozidos na água, produz uma beberagem tônica e adstringente muito recomendada nos casos de diarréia com debilidade geral. Pode substituir-se esta tisana pelo xarope de marmelo, que se obtém cozinhando, até corar, o suco do fruto ao qual se adiciona açúcar na medida dupla do seu peso. Obtém-se um licor digestivo muito eficaz com o suco do marmelo misturado, em partes iguais, a uma aguardente de boa qualidade e melado de açúcar. O licor de marmelo é eficaz contra a indi-gestão, as vertigens, a ânsia de vômito e a acidez estomacal… A compressa de vinho de marmelo cicatriza úlceras. Se usado em gargarejos é eficaz contra a angina e as ulcerações da boca ou da gengiva. Aplica-se também em instilações, nos casos de ptose uterina (relaxamento dos músculos). A geléia de marmelo é adstringente e bastante conhecida no uso doméstico. Para fabricá-la, tomam-se marmelos bem maduros e sadios, tira-se-lhes a casca, cortam-se os frutos e põem-se os pedaços a cozinhar em água. Quando estiverem bem cozidos, retira-se do fogo e filtra-se a massa com força através de um pano fino de linho. O líquido obtido deve ser recolhido numa panela de cobre e posto novamente ao fogo brando, diluindo-se nele uma parte de açúcar equivalente ao seu peso. Deixa-se cozer lentamente até à fervura, mantendo-o assim durante cerca de meia hora. E está pronta a geléia para ser guardada em potes.

14 de janeiro de 2011

Marmelo fruta

MARMELO (Cydonia vulgaris, Pers.). O marmeleiro é uma árvore cultivada, um pouco em toda parte. O seu fruto, o marmelo, serve para fazer geléias, doces e licores. As sementes do marmelo, entretanto, têm aplicação medicinal, como emo-liente. Contém 20% de mucilagem, que é uma espécie de óleo de amigdalina, com propriedades emolientes eficazes. É utilizado em mulsões que se obtém amassando um punhado de sementes, para o que se lhe adiciona meio frasco de água. O preparado assim obtido é útil para abrandar a dor das queimaduras, e para as rendas causadas pelo intumescimento excessivo dos seios, e se aplica também nas hemorróidas e ulcerações. Todas as partes componentes do marmeleiro têm alguma utilidade. A madeira é dura como a do buxo, sendo usada para a confecção de objetos de tornearia. Excelente para combustível, no aquecimento doméstico. As folhas e a casca dos ramos novos têm virtudes febrífugas. Com elas se prepara uma decocção, usando 15 a 20g para cada meio litro de água, que se ministra ao doente à razão de duas xícaras, cada vez, nos intervalos dos acessos. A tisana assim preparada cicatriza feridas. A infusão das flores novas ou secas é calmante e antispasmódica.

Filed under: Marmelos,Plantas medicinais — admin @ 21:44 Tags: