20 de dezembro de 2010

Malmequeres

MALMEQUER (Calendula officinalis).
Família das Compostas. O Mal-me-quer é o nome de várias espécies de ervas (Aspilia montevidensis, que apresentam capítulos florais envoltos por flores linguladas; a Calendula, que é o Chrysan-themo coronarium, crisântemo-de-coroa (do grego trysos, ouro, e anthos, flor). É planta anual, vinda de Portugal, onde é muito comum, e cultivada em nossos jardins, onde se tornou vulgar nos canteiros públicos. Raia amarelo-claro, cilíndrica e cabeluda, haste direita, angular, ramosa; folhas ovais ou lanceoladas, imitando a forma de espátula; flores grandes, de cor amarela carregada, longas, solitárias, com aroma brando e pouco agradável, e sabor a princípio adocicado e depois amargo. As sementes, ligeiramente curvas, têm a forma de barquinha. As folhas, lançadas sobre o carvão, ardem como o nitro. Durante os grandes calores, deprendem-se das flores faíscas elétricas. A Calendula é empregada largamente na Medicina: é anti-ictérica, antiscor-bútica, anti-oftalmica, excitante, emenagoga, antispasmódica, antisséptica, etc.

Filed under: Malmequer — admin @ 4:10 Tags:,