7 de dezembro de 2010

Flor de Linho

Cada flor produz uma dezena de grãos escuros, lus-trosos, de sabor adocicado. Certas espécies são cultivadas unicamente para o aproveitamento dos seus grãos, sobretudo na Índia, Argentina, URSS, Espanha, Marrocos e. Canadá. Os grãos são ricos em mucilagem e diversos óleos. O grão ainda é empregado como laxativo e em lavagens intestinais, sendo muito úteis nas diarréias e disenterias. Abranda a irritação das vias digestivas. Recomenda-se, para regularizar o funcionamento dos intestinos, tomar pela manhã, durante o tempo necessário à cura, uma colher de grãos moídos misturados num copo d’água. Usa-se o óleo também como laxante.’ A dose varia entre 15 a 20 grãos. Recomendam também como vulnerário para pensar ferimentos e feridas de qualquer natureza: constitui-se o vulnerário em uma mistura, em partes iguais, de óleo de linho e de vinho verde. Há uma referência evangélica sobre esse tratamento, quando o bom samaritano pensou os ferimentos do viajor com óleo e vinho…

6 de dezembro de 2010

LINHO

LINHO (Linum usitatissinum, L.).
Família das Liná-ceas. Dentre os mais usados emolientes vegetais, coloca-se em primeira plana a farinha de linho, preparada com os grãos dessa planta. Difícil é encontrar alguém que jamais tenha usado ou aplicado cataplasmas de farinha de unho, quer no tratamento de bronquites ou pleurites, quer sobre outra parte do corpo, como emoliente nas inflamações. Para fazer a cataplasma, mistura-se numa caçarola uma ou duas colheres de farinha com um pouco d’água. Deixa-se esquentar ao fogo quase até à fer-vura. Quando a pasta estiver suficientemente grossa, espalha-se a pasta sobre um pano fino, aplicando o emplastro na parte doente e pondo em cima deste um pano espesso de lã, a fim de evitar a passagem da umidade e para conservar o calor. Os emplastros devem ser aplicados bastante quentes, mas não tanto que causem queimaduras. O linho é uma planta anual, que dá flores de cor branca ou azul, de folhas alternas, e é cultivado em muitos países, devido principalmente ao grande aproveitamento industrial de suas hastes na fabricação de tecido de muita procura.

Filed under: Linho,Plantas medicinais — admin @ 5:00 Tags: