9 de julho de 2011

Doença do aparelho respiratorio

Processo curativo :
Quando o enfermo decide guardar a cama como medida preventiva, convém que tome só bebidas quentes e que estas, em sua maioria, sejam compostas de tisanas expectorantes, como o açúcar queimado (infusão de açúcar, com consistência quase de xarope), leite quente com merengue, ponche de rum com ovo, etc.
Além destes e outros meios que podem ser utilizados, como os sinapismos nas costas, as defumações com vapor de água para provocar o suor, untaduras no lábio superior para evitar escoriações, etc, podem-se também empregar flores e folhas de violeta.
Esta planta, que possui propriedades emolientes e expectorantes, é utilizada com vantagem nas corizas rebeldes da seguinte maneira:
Coloca-se a ferver uma concha de água e, quando a água estiver em ebulição, colocam-se nela duas pitadas (ou seja, o que se consegue apanhar entre os dedos, por duas vezes) de violeta, deixa-se repousar alguns momentos, e logo se serve ao enfermo, convenientemente açucarada. O efeito é um suor abundante durante algumas horas, e se durante.este tempo se tomar cuidado especial em não se descobrir, pode–se praticamente garantir que o enfermo ficará em condições de se levantar.

7 de julho de 2011

Enfermidades do aparelho respiratório

Coriza.
Mais conhecida popularmente com os nomes de “consti-pação”, “catarro”, “resfriado”, etc.
Sintomas: Prurido e comichão no nariz, seguidos por secura, que termina logo com um corrimento de líquido acre, incolor, em forma de muco claro; há dificuldade em respirar pelo nariz, e o olfato fica sensivelmente diminuído ou desaparece; a voz se torna fanhosa e, em certas ocasiões, o enfermo é atacado por fortes dores de cabeça (neuralgia) que, quando persistentes, provocam febre e obrigam o doente a ficar de cama, por causa do abatimento e mal-estar geral que produzem.
É prudente aconselhar os constipados que permaneçam de repouso nos casos mais graves, porque o que pode ser resolvido em vinte e quatro horas de cama pode também degenerar em bronquite ou catarro pulmonar; neste caso, serão necessários mais tempo e maiores cuidados para se conseguir uma cura completa.

5 de julho de 2011

Aparelho respiratório do corpo humano

Aparelho respiratório.
Os pulmões.
O ser humano tem dois pulmões, que são os órgãos da respiração e que estão contidos na cavidade torácica, separados entre si pelo coração e as demais vísceras do mediastino. Seu tecido é leve, poroso e muito elástico. Sua superfície é lisa e brilhante, e apresenta divisões poliédricas, que são seus lóbulos. No interior, sua cor é rosada, e cinza manchado no adulto. Seu peso aproximado é de 625 gramas para o pulmão direito e de 567 gramas para o pulmão esquerdo. Ambos têm forma cênica. A traquéia, ou tubo pulmonar, leva o ar aos pulmões através dos brônquios que, transformados em minúsculos canais, desembocam em pequenos sacos de um centímetro cúbico – os lóbulos -, onde acabam por se dividir em vasos microscópicos, chamados alvéolos. Estes são mais de seiscentos milhões. Os pulmões, envolvidos pela pleura, recolhem até 3,5 litros de sangue e os purificam.