20 de julho de 2010

Arvore coqueiro amargoso

Arvore coqueiro amargoso.
Tem a mesma propriedade o espadice enquanto ainda está envolto na espata. O amargor provém do glicoside “picrococoína”, que é facilmente solúvel na água e por isso desaparece desde que o palmito seja submetido à coc-ção e se lance na água um pouco de bicarbonato de sódio. Contém, extrato aquoso, água e celulose, matérias albuminosas, matéria sacarina, substância gordurosa e resinosa, malato de cal, sais, etc. além de matéria extrativa e ácidos orgânicos. Serve para moirões de cerca e ripas para construção; as folhas são dadas aos animais, os pêlos cotonosos dos pecíolos e da raque servem para acender fogo, a polpa do fruto é comestível e constitui ótimo alimento para os porcos; finalmente, a amêndoa é oleaginosa e o óleo que ela fornece tem sido aconselhado para o fabrico de vários tipos de sabões. Há a variedade platyphylla; vegeta prinpalmente nos campos e nos espigões, formando grupos extensos. É encontrada nos Estados de Bahia, São Paulo, Mato Grosso e Minas Gerais. Ê conhecida pelos nomes de coqueiro-guariroba, gariroba, guahirô (dos Parecis), guariroba e pati-amargosa.

19 de julho de 2010

Coqueiro amargoso

COQUEIRO AMARGOSO.
(Syagrus oleracea, Becc). Espique ereto, flexuoso, até 20cm de altura e 30cm de diâmetro, fendido longitudinalmente e um pouco anelado, cor de cinza, folhas grandes, crispadas, bainha fibroso-lacerada, pecíolo tomen-to-cotonoso castanho-cinzento, nervura média amarela, tomen-tosos na página inferior, espadice pêndulo de l,35m com pedúnculo de 6cm amarelado, ligeiramente branco-tomentoso, raque cilindrácea, angulosa, ramos 50-60, contemporâneos. Flores masculinas de pétalas linear-lanceolado-agudas e flores femininas de pétalas largo-oval-mucronadas, ovário ovóide, piramidal, branco-tomentoso; fruta drupa obovóide, aguda, de 6-7cm, verde-amarela, coroada pelos estigmas persistentes, ferrugíneo–tomentosa, contendo amêndoa sólida, córnea, branca e oleaginosa. O broto terminal ou o “palmito”, embora muito amargo, é agradável e muito considerado como medicamento para várias espécies de moléstias, tais como tônico, carminativo, anti-histérico e, ainda, estomáquico.