23 de abril de 2010

Ervas chapeu de couro

Ervas chapeu de couro

Ervas chapeu de couro.
O fruto aquênio de 4-5mm, papo branco, de 12-16mm de comprimento, com cerdas numerosas, firmes, ciliadas. Tem o porte menor a variedade intermédia Baker, com folhas menores, às vezes obovoadas, não-arredondadas na base e capítulos formando menos glomérulos, geralmente 3-floros. É encontrada com freqüência nos Estados do Piauí e São Paulo. Existem outras plantas que teriam o nome vulgar de chapéu-de-couro e seria uma delas a Amaran-thacea comphrena hispida, Moq., espécie desconhecida para a ciência e que existe na Bahia, São Paulo e Minas Gerais, também vegetando nas margens de rios e nos pântanos.

22 de abril de 2010

Cha chapeu de couro

Cha chapeu de couro

Cha chapeu de couro.
Os Estados do Brasil onde o chapéu de couro é muito cultivado são: Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo; conhecida também por erva-do-brejo e chá-da-campa-nha. Outra espécie (Eremanthus sphaerocephalus, Baker), da família das compostas, é um subarbusto de l,50m de altura, pouco ramosa, com flores de corola azul-purpúreo e invólucro turbinado, com escamas imbricadas lanceoladas e acuminadas, ciliadas nas margens, sendo as interiores glabras e as exteriores lanosas, reunidas em capítulos de 50 ou mais, densamente aglomerados, geralmente 2-floros; seus ramos foliosos até o ápice e caules cilíndricos, pardacento-aveludados.

21 de abril de 2010

Planta chapeu de couro

Planta chapeu de couro

Planta chapeu de couro.
Entre outras propriedades medicinais, destacam-se o fato de ser anti-rcumática, e anti-sifilítica. Muito útil no tratamento de certas moléstias da pele e do fígado, possui, outrossim, a qualidade de ser depu-rativa do sangue e eliminadora do ácido úrico. É também ornamental, sendo largamente usada nos aquários e nos lagos artificiais. Tem seu habitat cm terrenos pantanosos ou em águas pouco profundas.

20 de abril de 2010

Chapeu de couro

Chapeu de couro

CHAPÊU DE COURO.
(Echinodorus macrophyllus, Micheli). Família das Alismatáceas. Erva ereta, de folhas longo-pecioladas, oblongo-lanceoladas ou cordiformcs, 11-13 nerva-das, coriáceas, flores hermafroditas, perfeitas, numerosas, dispostas em racimos alongados, fruto aquênio contendo 1 semente. As folhas são adstringentes, usadas para gargarejos ou banhos, respectivamente contra as inflamações da garganta e as úlceras de mau caráter, o rizoma foi reputado útil contra a hidrofobia. Ultimamente instituiu-sc o costume de se fazer um “chá” que tem sabor agradável, sendo também laxativa.