31 de dezembro de 2009

Planta ornamental

Planta ornamental

É ornamental, podendo figurar nos jardins. No Brasil chama-se casca de anta porque, conforme urna lenda, quando a Anta sente-se doente, recorre á casca desta árvore. Na Costa Rica o povo a mastiga para curar dor de dentes e, no México, usam-na como condimento.
É parte da mitologia dos aborígines Araucanos que, sob sua sombra, celebravam seus ritos e suas festas. Na França é conhecida como Canelle de Magellan.

30 de dezembro de 2009

Flores grandes

Flores grandes

Suas flores sao brancas, grandes, numerosas, solitarias ou reunidas em umbelas axilares ou termináis, sépalas 2 ou 3, pétalas 6 ou mais; o fruto é urna baga vermelho escuro, quase preto, do tamanho da pimenta do reino, contendo grande quantidade de sementes. Á medida que vai para o sul, a árvore vai aumentando de tamanho sendo que, na Patagónia atinge até 30m de altura.

29 de dezembro de 2009

A casca

A casca

Sua casca vermelho ferrugínea, ou cor de cinza, seus ramos avermelhados, folhas alternas, ¡nteiras, simples, pecioladas, até 13cm de comprimento, verde claras na página superior e brancacentas na inferior, aglomeradas nos ápices dos ramos

Filed under: Casca de anta,Plantas medicinais — admin @ 23:34 Tags:, ,

28 de dezembro de 2009

O cultivo

O cultivo

É cultivada desde o México até a Patagónia. Fornece madeira amarelada com largas veias cor de rosa, as vezes castanho claro, muito firme e fácil de trabalhar, servindo para carpintaria, caixotaria, lenha e carváo e obras internas de varias especies. Nao é muito resistente. É arbusto no Brasil, chegando apenas a 3 ou 4m de altura

27 de dezembro de 2009

Para curar

Para curar

Útil também na cura da paralisia, das dispepsias atónicas, das perturbacóes gástricas, dos catarros crónicos e das cólicas. Também muito conceituada para a cura completa, usada ñas convalescencas, na fraqueza e ñas anemias. Esta é a famosa “Casca de Winter”, que salvou os tripulantes do navio de Sir Francis Drake de terrível epidemia, em 1557, todos atacados de escorbuto.

26 de dezembro de 2009

Casca de anta

CASCA DE ANTA

CASCA DE ANTA
(Drymis ninteri, Forst.). Planta essencialmente medicinal, da familia das Magnoliáceas, principalmente a casca, que é perfumada, espessa, amarelada, quebradiza, muito amarga e acre e contém um principio ativo, urna resina, um óleo etéreo e certa materia gomosa, tudo muito amargo servindo portanto como estomáquica, antiscorbútica, antidiarréica, sudorífica e tónica

Filed under: Casca de anta,Plantas medicinais — admin @ 20:20 Tags: