17 de maio de 2009

Alfazema propriedades

alfazema-propriedades

Suas propriedades foram estudadas c confirmadas pela medicina moderna, revelando recentes análises que ela contém cumarina, linalol, que é um álcool terpênico, que se encontra também nas essências da laranjeira, da lima etc, com cheiro de rosa e usado no preparo da essência sintética de rosa; o geraniol, e um acetato. Seu emprego é indicado como calmante. Para fumigação recomenda-se a seguinte mistura: essência de alfazema, 27g; essência de pinho, 3g; tintura de tolu (bálsamo), lOg; tintura de amieiro (álamo preto), 15g; alcoolatura de diplotaxc, 20g. Usar uma colherinha de café dessa mistura numa tijcla de água fervente, respirando o vapor durante 5 minutos, 3 ou 4 vezes por dia. Este tratamento modifica as secreções dos brônquios pela sua ação antisséptica. Sua essência é igualmente útil como parasiticida. Esfregada no couro cabeludo, deixando-a aí durante uma noite, livra a cabeça de hóspedes indesejáveis. A infusão das flores da alfazema é dotada de virtudes diuréticas. Nas moléstias infecciosas emprega-se a infusão conhecida como infusão de cinco flores, e que contém lOg de flores de alfazema e 5g de cada uma das flores das seguintes plantas: maravilha bastarda, bourrache, gisteiro ou giesta, amor-perfeito, usando-se uma colherada de sopa da mistura numa xícara de água fervente. Deixar em infusão durante quinze minutos e tomar 3 a 4 xícaras por dia.

Alfazema

alfazema

ALFAZEMA

(Lavandula spica, L.). A alfazema ou lavândula é uma planta aromática da família das Labiadas, que cresce principalmente nas regiões quentes. Suas flores são azuis e suas folhas verde-cinzentos, alongadas e finas. A alfazema existe em estado silvestre em sua forma pura, porém é mais comum em sua forma híbrida. Os experimentos científicos sobre a alfazea tornaram possível obter a planta em estado puro, com as suas propriedades aperfeiçoadas. Assim, a alfazema cultivada contém mais essência que a silvestre. Pela destilação dela se obtém uma essência de fragrância suave que na medicina antiga se empregava como tônico do sistema nervoso e antis-pasmódico. Em dose terapêutica pode ser usada como narcótico, diminuindo a sensibilidade e o potencial da excitação motora; porém, torna-se excitante se usada em dose tóxica.

Filed under: Alfazema,Plantas medicinais — admin @ 16:00 Tags:, , ,