3 de maio de 2009

Flores de Abrunheiro

abrunheiro

As flores são febrífugas e o chá feito com elas é muito agradável, além de adstringente. Passa muito bem pelo Chá da Índia e é a melhor forma para substituí-lo. É muito cultivado no Brasil, mas sua origem é da Europa, onde é considerada árvore histórica. Fornece madeira de alburno vcrmelho-claro e cerne vermelho-pardacento ou par-do-escuro, com veios paravermelhados, própria para bengalas, lenha e curtume, marchetaria, cercas, tapumes, e seu peso específico é 0,780 a 0,909. Seus ramos são flexíveis e espines-centes e em Portugal é conhecida como Ameixeira Brava. Também na Alemanha é cultivada, onde lhe dão os nomes de Schlehe e Schwardorn. Os franceses chama seus frutos de “prunelle” e os portugueses que também a cultivam com intensidade conhecem os frutos como “abrunho”.

Abrunheiro

abrunheiro

ABRUNHEIRO

(Prumus spinosa L.). Da família das Rosáceas. Dá um pequeno arbusto, medindo 2m de altura; sua casca é lisa e seus ramos divaricados e armados de espinhos, também pubescentes enquanto jovens, folhas oval lanceoladas, serradas, com estipulas lineares pubescentes, flores brancas que desabrocham antes mesmo das folhas, peduneuladas, solitárias ou geminadas. Seu fruto é baga azul-escuro ou vermelho-azulada, globosa, muito pequena, contendo polpa esverdeada e adstringente envolvendo apenas 1 caroço rugoso. É planta medicinal. Sua casca é tônica, amarga e febrífuga, cura a leucorréia; os seus frutos serviam -antigamente para o fabrico do extrato de Acácia nostra, medicamento que teve grande voga e também para falsificar o “suco de Acácia” das farmácias e até para fazer certo “vinho do Porto” de grande consumo, especialmente na Inglaterra. Depois de fermentados, produzem diversas bebidas tipo vinho que constituem recurso para os trabalhadores pobres do campo; são comestíveis para as crianças c ainda produzem tinta. A casca também produz tinta.