29 de novembro de 2011

Tênia solitária

Tênia (solitária)
Vamos descrever como a tênia se apresenta: pode atingir vários metros de comprimento e sua cor é branco-amarela-do. É composta de numerosos anéis ou discos articulados entre si, tendo estes a forma de sementes de abóbora. A cabeça é muito menor, com quatro apêndices em ventosa, uma trompa e uma coroa de ganchos.
Esta tênia é transmitida pelo porco.
Sintomas:
Provoca comichão no nariz e no ânus, ton-turas, zumbido nos ouvidos, transtornos visuais, dor de estômago, salivação abundante, sensação de peso ou de agulhadas no ventre e também, embora isto não aconteça com todos os pacientes, diarréia, palpitações e emagrecimento geral.
Processo curativo:
Existem muitos métodos diferentes para obrigar a tênia a sair do intestino, mas por uma questão de espaço não podemos relatá-los todos.
Por conseguinte, indicarei os que considero os mais comuns e práticos e que, de fato, são os mais recomendáveis porque registram uma porcentagem muito elevada de sucesso.
Um bom método de cura é o detalhado a seguir.
À noite administra-se ao paciente um purgante (30 gramas de óleo-de-rícino, que correspondem a três colheres das grandes), e de manhã, em jejum, o paciente deve ingerir uma bebida que se prepara da seguinte forma: 50 a 60 gramas de sementes de abóbora descascadas que se batem com açúcar e um pouco de água. Duas horas depois de ingerir esta bebida, o paciente tomará outra dose de óleo-de-rícino igual à da véspera.
Se este método se demonstra insuficiente para expelir a tênia, deve-se procurar 50 gramas de casca seca de raiz de romãzeira, deixá-los em maceração na água durante a noite (a quantidade de água não deve superar a dois copos). Na manhã seguinte, deve-se ferver a mistura por alguns minutos. Toma-se este chá já frio em duas ou três vezes, a intervalos de quinze minutos. O resultado é garantido se se tiver a precaução de tomar um purgante na noite da véspera, o qual pode ser óleo-de-rícino ou outro qualquer, porque, obviamente, com o intestino vazio, o remédio atuará diretamente sobre a tênia. Duas horas depois de ingerir o chá de casca de raiz de romãzeira o paciente poderá tomar seu desjejum. A casca de raiz de romãzeira pode também ser substituída por 15 gramas de kousso em pó, que se colocam num copo de água fervente por meia hora. Pode-se acrescentar a este remédio um pouco de extrato de feto-macho, que muitas vezes garante o êxito do remédio.
Recomendo encarecidamente para não puxar a tênia para fora, e deixar que ela saia espontaneamente, impulsionada pelo remédio. Se ela se fragmentar, alguns segmentos podem permanecer no intestino, onde voltarão a se reproduzir.

Filed under: Abc da saúde — admin @ 19:54 Tags:,

1 Comentário »

  1. QUANDO EU ERA PEQUENA TINHA A MANIA DE COMER MUITA CARNE DE PORCO E BOI E MINHA MÃE CANSAVA DE FALAR, NÃO COME!EU AS VEZES COMIA!!! UM DIA POR VENTURA DECIDIR PROCURAR QUE ERA SOLITÁRIA EU QUANDO EU VI EU O QUE ERA SOLITÁRIA EU QUASE CAI DA CADEIRA!!!!! AGORA QUE JÁ SEI O QUE É…

    OBEDEÇAM SUAS MÃES!!! BJOS

    Comment by Barbara — 4 de maio de 2013 @ 18:21

Feed RSS dos comentários deste post TrackBack URI

Deixe um comentário